27 de fevereiro de 2010

Lira do despertar




Luz...

Vida ativa,
felicidade,
calmaria...

extrovertida.

Alma nascida
renascida,
morta e vivida.

Apareceu...
Desapareceu.

Caiu e
subiu...
no horizonte
fez,
se desfez.

Alma sem vez,
se iluminou e se refez.

Em seu cantar:
morte e
vida,
tudo a raiar.

Tudo começou
em seu despertar.

Sem escolha,
aprendeu a amar.






Aspas do Autor: Existem verdades espalhadas pelo mundo. A maioria são mistérios, ou não conseguimos compreender. E como seres humanos munidos dessa sábia perícia em aprender, caímos, levantamos, sofremos, sorrimos. A vida é uma gangorra. Uma hora estamos no alto, outra hora no baixo. O importante é frisar a importância de abrirmos os olhos para o que nos cerca e finalmente fazermos o que de fato importa: amar. Se morremos hoje, podemos ressuscitar amanhã, como num leve despertar. Amar é mais que uma escolha, é imprescindível. Meu carinho à todos.

26 comentários:

  1. Andei sumido por que meu blog foi invadido por hackers e agora que tou voltando...

    ResponderExcluir
  2. Olá meu caro ALF!Amar é imprecindivel sempre, necessário sempre o amor nos torna mais vovs,mais felizes, mais intensos, nos faz um bem danado.
    Um ótimo findi!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. eis a questão, como colocar esse negocionho off ai! eu quero muiito, mas n seei, n tem a minina ideia :( buua! enfim, vs ja sabe minha ideia sobre poemas, :P
    é isso. bom fds. beijinhos.
    tem capítulo noovo no blog :*

    ResponderExcluir
  4. Amar é mesmo imprescindível, sem escolha. Quem vive, ama e quem ama, vive.

    Lindo o poema!

    ResponderExcluir
  5. Se tratando de amor, não precisa ser a última escolha. Deveria ser a primeira escolha da vida, pois nada melhor do que amar.
    Mas bela, como todas as outras poesias.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Adorei esse final "Sem escolha,
    aprendeu a amar. ".
    O amor é mesmo um aprendizado indispensável e quem pula essa lição vai sentir falta depois.
    Beiijo!
    ;***

    ResponderExcluir
  7. Alê, como sempre você escreve para nos inspirar! E tens toda a razão: a vida é feita sim de altos e baixos. E é essa a maneira que ela (a vida) escolhe para nos ensinar, fortalecer, revigorar. Importante sim, amar. E sempre acreditar nas "novas manhãs"! Depois de um dia longo e frio, deitar-se no travesseiro e deixar os seus problemas por lá. No amanhecer temos sempre outra chance, a chance de recomeçar. Um novo dia nos traz a certeza de infinitas possibilidade e é dessa forma que, mesmo no meio dos temporais, continuamos caminhando sempre mais! :)

    Um beijo, moço!

    * Obrigada pelo carinho de sempre!

    ResponderExcluir
  8. Adorei seu blog. Parabéns!
    Achei a poesia linda. Principalmente o final: "Tudo começou, em seu despertar. Sem escolha, aprendeu a amar."
    Só amando se alcança a plenitude.
    Como diria Djavan: "Quem não tem pra quem se dar, o dia é igual à noite..."

    ResponderExcluir
  9. amar é muito mais que uma escolha. amar é irrefreável, estarrecedor, arrebatador. Já disse e repito que em mim é algo incontrolável.
    chego a pensar por vezes que queria ser mais fria, menos doada, menos entregue. mas eu sou assim e me acostumei e por não achar isso um defeito, decidi não mudar.
    eu gosto de pensar em sonhos, em pra sempre, em querer sempre a presença. sou extremamente carente por mais carinho que eu possa receber.
    eu não sei ser sozinha, não sei. não sei não ter pra quem dar amor, não ter pra quem me dedicar, pra quem ligar e cuidar.
    não sei o que eu sou sem o amor... chego as vezes a pensar que ele me habita e vive por mim e eu sou mera espectadora.

    AMOR é TUDO em MIM...

    ResponderExcluir
  10. Oi Alexandre!!
    Muito obrigada pela visita! Adorei seus comentários...
    Tô passando rapidinho só mesmo pra agradecer, mas em breve volto pra conhecer melhor o seu blog.
    Beijo grande!!

    ResponderExcluir
  11. que coisa mais liiiinda *-*
    adoro ler swu blog
    você é demais, um beijo grande

    ResponderExcluir
  12. Só se aprende a amar,amando.
    Palavras purificadas e claras.Luzes,esclarecem o sentido do poema.
    belo,muito belo o/
    beijos.

    ResponderExcluir
  13. Meu querido amigo!
    Muitas saudades! Que linda poesia voce escreveu! Falou com meu coracao!
    E quantas coisas ainda tenho que ler...estou querendo muito ler tudo.
    Aos poucos estou voltando aos blogs, minha vida estava mais corrida, agora deu uma pausa..
    Beijos carinhosos
    MARY

    ResponderExcluir
  14. *-------------------------------*
    amar e amar, pra que outro bem maior?


    bjoos

    ResponderExcluir
  15. "Amar é mais que uma escolha, é imprescindível."
    Que essas belas palavras possam guiar nossa vida! O que seria da gente sem o amor?!

    Linda postagem! Parabéns!
    Eu aqui de novo! ^^

    ResponderExcluir
  16. Aprendeu a amar...

    Muito lindo!
    Parabéns pelo seu poema! Você é um poeta de mão cheia! Continue sempre a nos agraciar com tão lindos textos teus!

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  17. "Amar é imprescindível..."
    Qnd será que eu não vou concordar com vc?

    ResponderExcluir
  18. Lindo, seu blog é show!!!!!!!!


    beijo

    ResponderExcluir
  19. Alexandre, adorei o poema!
    " Sem escolha,
    aprendeu a amar"
    Queria que mais pessoas pensassem assim!
    Parabéns!

    Obrigada sempre pelos comentários maravilhosos, fico encantada quando os leio...

    bjos

    boa semana

    ResponderExcluir
  20. Um dia aprendemos a amar!
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Teu poema me lembra Luz do Sol, música de Caetano Veloso, que é assim: Tão natural, displicente feito asa de borboleta.

    Meu querido, entenda uma coisa: Já temos um vínculo de amizade bastante forte e podemos conversar sobre qualquer assunto. Você em nada me pressiona, pelo contrario. Está sempre a me impressionar. Quer falar de casamento? Pois bem, que seja. Sei que, por ora, tenho uma visao quadrada dos fatos, mas isso é experiencia do que vejo.

    Estou um tanto quanto ausente do Orkut, desculpe.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  22. Antes tivessemos escolha mesmo...


    Lindo poema, com poucas palavras soube descrever toda uma vida!


    Beeijo ;*

    ResponderExcluir
  23. Um ritmo tão bom, meu amigo... :) Leve como cada verso.

    ResponderExcluir
  24. Amigo, (se assim posso te chamar, meu amigo e companheiro de blog).
    Lindo demais esse texto.

    Obrigada por todos os dias iluminar meus dias

    ResponderExcluir
  25. quando alguém fala em lira, me vem a coleção de poemas de Álvares de Azevedo, que aliás, eu gosto bastante ^^

    achei muito lindo o seu poema. Amar não é uma escolha, como diria rita lee, né? é sorte. alguns tem, outros não.

    Beijos!

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!