19 de outubro de 2013

Soneto do meu amor pra sempre




Há um amor, um amor que me é tanto
Há um coração, uma vida a qual me atento
E dentro de mim, há de ser sempre contento
Uma eterna poesia, linda, a cura para o meu pranto

Eis que me é finda ternura, um contentamento
Uma delicadeza, sentimento fiel sob terno manto
Um amor que me deduz, sem segredo, com encanto
Perene existência, que ilumina, finda com o sofrimento

Em mim ele é livre, e na alma vive sereno
Meu amor é pra sempre, meu mais belo efeito
Com singeleza, (este amor) me aceita num lindo aceno

E finda; permanece; no meu coração é o eleito
A poética que, eterna, seduz o meu ser
Meu amor é o que me dá forças pra (sobre)viver



Aspas do Autor: Um soneto de amor, inspirado pela ocasião do centenário de Vinícius de Moraes, o poeta que me inspira; e com suas poesias tão enriquecidas com sensibilidade identifica o meu coração. É claro que não chego nem perto (nem querendo muito) dos sonetos dele, sendo ele considerado um dos maiores sonetistas do Brasil. Contudo, espero que apreciem o meu soneto, feito de alma, feito com amor.

11 comentários:

  1. Um soneto?! Morri!!!!!

    Palavras recheadas de sentimento,
    versos transbordando amor.

    Lindo soneto!!!!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. OI,ALF!Lindo soneto, bela homenagem ao Poetinha.
    Uma linda semana!Beijosss

    ResponderExcluir
  3. r: pois é, mas a escola está em primeiro lugar.Obrigada.

    Que lindo soneto *-*

    ResponderExcluir
  4. O que pode ser mais acolhedor do que o amor que vive livre em nossa alma, nele sempre podemos encontrar repouso. Quanto mais eu te leio mais vou percebendo que tu és igual as tuas palavras, terno e sensível e que enche a alma de quem lê de encantos.

    Belo soneto Alexandre.
    Forte abraço.

    eraoutravezamor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Grandes emoções me trouxeram seu soneto. Maravilha poder chegar aqui e ser presenteada com palavras tão belas.

    Um grande Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Adorei o soneto. Mais uma vez você descrevendo o amor como ninguém consegue. Não tenho nem mesmo palavras, tudo o que eu tenho á dizer é: nunca pare de escrever.
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Alê, que coisa mais LINDA!!!!
    Nunca tinha visto um poema seu, você manda muito, muito, muito bem.

    Parabéns!

    www.fernandaprobst.com.br

    ResponderExcluir
  8. Não sei se fico triste ou alegre com esse poema!! A ultima linha, coloquei como 'meu amor', meu próprio amor pela vida, pelo blog, pelas coisas que me fazem bem.
    Mas para quem está apaixonado, colocaria seu amor ...acredito

    ResponderExcluir
  9. "diga ao tempo que o amor não tem validade é eterno e mesmo que se passem horas, dias, anos, vidas, eu amarei você intensamente como quando percebi que eu havia me tornado seu."

    Amei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. O amor em sim já é um poema e você falando dele o torna mais bonito.
    Beijos

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!