26 de novembro de 2011

A madrugada




A madrugada limpa o meu semblante
Refaz o roteiro dos meus sentimentos
E alinha os meus pensamentos
Que voam distante

A madrugada me consola e conforta
Colorindo em tons de esperança
Os sonhos que permeiam a alma
Que ecoa amor, em melodia mansa

A madrugada renova meu coração
E costura novas peles em mim
Trazendo completude e serenidade
Que estribilha, num contentamento sem fim

A madrugada surrupia meus encantos
E traz de volta, em retalhos singelos de paz
O brilho do meu recanto
Que reluz em amor, puro acalanto

A madrugada refaz meus passos
E clareia os caminhos novamente
Nos momentos em que estou perdido
Põe-me no rumo, na linha do presente

A madrugada me atenta ao que é real
Mostra sem segredos, o que no peito declamo
Para acalmar, basta então que eu apenas sinta,
Sem temores e sem mistérios, o que e quem eu amo.

-
Porque é irrefutável. Eu a amo.





Aspas do Autor: Adoro o silêncio da madrugada, porque ela traz uma magia aconchegante à minha alma. É nessas horas que converso comigo e me sei melhor. O íntimo e os sentimentos se colocam nos seus lugares, porque me acalmo e foco as batidas do coração no que realmente importa. Alinho os pensamentos desregulados, amenizo qualquer ansiedade tola, as dores desnecessárias e então fico leve, me exijo menos. A poesia revigora nos dedos. As letras fluem em amor puro. O autêntico se acentua e me traz mais confiança, mais fé. Permito-me então, seguir o curso, de maneira mais natural e espontânea. Porque amo. E o amor conduz as coisas com sabedoria. 

14 comentários:

  1. "O amor conduz as coisas com sabedoria",nossa que linda essa frase meu caro, ALF.
    A madrugada é um momento bom mesmo para pararmos e refletirmos.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. Com certeza no silêncio de uma madrugada, enquanto toda a cidade dorme, vem sempre bons pensamentos, com cheiro de amor.
    Adorei o escrito.
    Outro beijo bom pra você também.

    ResponderExcluir
  3. Sim, é comprovado cientificamente a madrugada nosso melhor momento.
    Descreveste bem, lindo! Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ah Alê, Alê, como não falar de você?
    Cada pedacinho parece desenhado com gotinhas de mel, sabe? Aí vai adoçando a boca da gente, os olhas brincam de brilhar, a boca resseca.
    Fico me perguntando?
    Onde está o seu cheiro, seu gosto, sua voz, sua pele, seu corpo, seu sorriso? Onde está o seu olhar, seu carinho, seu desejo, seu toque, seu sussurro, sua manha, seu dengo? Onde está o meu amor, a minha vida, a minha alma, o meu ar, a minha água, o meu sangue, a minha lágrima, o meu suor? Onde está a minha alegria, a minha felicidade, o meu suspiro, o meu prazer, a minha vontade de viver?

    E ta la no final...que lindo!!!

    Beijos madrugantes!!

    ResponderExcluir
  5. Muito, muito bonito, Alexandre, parabéns!

    A madrugada me tem toda, me compreende. Adoro também.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Olá Alexandre,

    Visualizei seu blog de alto a baixo.
    Você escreve, primorosamente, sobre o amor e sobre as sensações, que o mesmo lhe causam.
    Se vê, que ama, e que a sua amada é o centro das suas atenções.

    Em relação a este poema, sem dúvida, que a madrugada, é melhor, que a noite, porque parece que algo vai nascer ou renascer, como a aurora.

    Abraço.

    afectosecumplicidades.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ah, a madrugada, essa sempre foi minha confidente, ouvindo sempre calada aos meus pesares e ideias mirabolantes e dando asas a minha criatividade. Sinto prazer em mergulhar nestas horas noturnas e ouvir o som do nada me inspirando profundamente.
    Sou uma pessoa da noite, apesar de estar em falta com ela ultimamente, mas ainda que eu não fique mais em sua presença é nela que me sinto mais eu e me descubro de uma maneira mais pessoal e singular.

    Somos parecidos nesse ponto de apreciarmos o silêncio e nos sentirmos bem nas altas hora =)

    Aos poucos vou voltando, Alê e me encantando como sempre.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Gostei do texto, a madrugada pra mim é um recomeço.
    bjOus

    ResponderExcluir
  9. Olá Alexandre,

    Reler seus poemas nunca é demais, nunca me canso.
    Aliás, amar faz parte de mim e de vocês, afinal.

    Bom fim de semana.

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  10. Muito bom seu blog cara. Poema de extrema sensibilidade, gostei muito, Ja to seguindo.

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. Belo o que escreveu, Alexandre.

    Medita sobre o que realmente importa. A madrugada tbém faz esse efeito em mim. Aprecio.


    bjs

    ResponderExcluir
  12. O sentir da madrugada é bem maior que qualquer hora do dia. Eu acho. Beijo

    ResponderExcluir
  13. Oi,ALF!Passando para desejar-lhe uma ótima semana!
    Beijosss

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!