25 de janeiro de 2014

Diálogo




A fala que emudece. O coração que, sitiado, silencia ante as mazelas, delitos da alma, capturados na essência da vida. Como proferir a fala? Como atravessar a neblina que impede o íntimo de aflorar sua beleza, de questionar sua essência? Viver nos edifica em diálogos quase sempre silenciosos, sussurros audíveis nos quatro cantos da alma. É um [des]encontro que desalinha as bases e desorganiza os cômodos internos.

Há sempre um novelo de pensamentos que interrompe a fala do coração e a força dos dedos para transmiti-las. É um aperto, talvez do medo que cerceia nossa intrínseca vontade em ser feliz. É muralha que impede os guerreiros da alma de atravessá-la. É uma batalha feroz, mas que não tem caráter visível. Reside no silêncio, no altruísmo de um ser que se joga para aprender a voar. Há o risco de se chocar... Mas é tudo pelo bem estar. 

O sentimento que palpita e veste as palavras, a fala que torneia as margens do coração, numa íntima busca de compreensão, de um entendimento que circunda os olhos, que se desenha doce nos contornos do sorriso, nas feições de um rosto que sente em demasia. É uma necessidade que, paulatinamente, atiça o peito, com questionamentos, delineado numa indulgência que nos acorrenta.

O olhar desbrava o que se insinua e se estabelece oculto. Um mar de evidências, torpe sensação que aprisiona a alma em detalhes inexplicáveis. Dialogar é buscar, é dar veracidade ao que se sente e, pujante, transborda na alma. É um deitar-se no divã, tendo como psicanalista você mesmo.

É um enfim que recita os detalhes mais nobres de nós e nos puxa, aquieta-nos. É uma travessia que muitos têm medo de percorrer, mas é na coragem de encará-la que é possível descobrir a mina de diamantes que há, íngreme, dentro da nossa alma. As respostas nunca estão óbvias, mas existem.



Aspas do Autor: As vezes as palavras se tornam nós...

6 comentários:

  1. Olá, Seguindo o blog, adorei. Palavras Transformadoras!


    (Comente e Siga-me)

    http://marcellyrosa.blogspot.com.br/ M.R ♥

    ResponderExcluir
  2. Seu textos sempre carregados de emoção, de verdade. Sempre me emociono ao ler.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ai essa sua mania de me deixar bestificada diante suas palavras. Só posso aplaudir, e de pé!
    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  4. As respostas estão bem guardadas e aparecen na hora certa. Não devemos esquecer que há um mestre regendo a orquestra e ele é quem manda.


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. As vezes é difícil transformar os sentimentos em diálogo. As vezes, a gente apenas sente e ficamos dialogando, de maneira silenciosa, com nós mesmos, procurando uma resposta, como você ressaltou.
    Mas, sem dúvida alguma, as palavras têm um valor imenso em nossas vidas, principalmente por podermos dizê-las a um outro alguém.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Tem tempo que passei por aqui. Bom ter encontrado um comentário seu lá no SNT.

    Aqui continua tudo bastante inspirador. Soube do livro e fiquei muito feliz em saber que um antigo amigo blogueiro realizou o desejo de ter um liro para chamar de seu! =D E claro, gostaria de ter um comigo.

    Qualque coisa, fala no Facebook.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!