Poente

9 de abril de 2011




Luz esvaindo.
No chão, resvalo de leve dor.
Neblina sem cor.





Aspas do Autor: Ando meio sem tempo pra escrever. É uma lástima ficar distante do meu blog e de blogs amigos. Mas aos poucos reestabeleço minha presença. Antes de ir, falar aqui que o selinho "encanto do mês" de abril vai para Rebeca Amaral, um doce de pessoa. Um grande abraço a todos que não deixam de vir aqui.

14 comentários:

Carla Dias disse...

Alê, que saudade de você, rapaz.
Tenha um ótima semana, viu?!
Só te quero o bem.

Beijo imenso pra ti.

Alien disse...

Oi Alê, você é o tipo que faz falta na blogosfera, porque sempre nos presenteia com seus bons comentários acerca de tudo.
Espere, e a neblina logo passa, e um dia lindo e iluminado virá!

Beijo de luz e carinho,

Ataniel Santos disse...

[...]Querendo ir mais além do seu amor.
Quanto tempo não nos falamos, meu caro! Saudades do seu espaço, mas ultimamente estou bastante ocupado!
Não deixe de nos presentear com belíssimas palavras, viu?
Um abraço e uma boa semana!

Monique Premazzi disse...

Ter um momento ruim é como ver o céu nublado, mas você sabe que o sol logo vai aparecer e tudo voltará ao seu normal.

Você definitivamente faz falta Ale ): Espero que você consiga voltar com tudo outra vez, por enquanto ficamos a espera de mais palavras suas para se encantar.

Beijinhos, se cuida.
Adoro você s2

Vanessa Monique disse...

Ultimamente tb ando me resvalando de dor, mas é só um tempo e isso sempre passa.
Qro ver vc sorrindo.
Obrigada pelo seu lindo comentário lá no blog.Gostei mt.
Desculpa pela demora em vir aki,além do tempo q me falta fui mecher no layout do blog e acabei apagando alguns gadgets tive q refazer.

Beijão

Bandys disse...

Tão simples e tão sentido.
Adorei, Alexandre.

Beijos

Michele disse...

Escreveu pouco, mas derramou sentimentos nessas linhas!

Querido, estamos na mesma! Ando sem tempo e quando tempo algum, só quero dormir! haha

Beijos grandes!

Essência e Palavras disse...

Embalo de consciência. Lindo poema!

beejo, ta?

Jaya Magalhães disse...

Alexandre, meu bem!

É tão bonito chegar aqui novamente, deixando letras. Porque teve todo esse tempo onde minhas visitas permaneceram mudas. Eu só não conseguia me deixar tocar o papel branco para te deixar um afago após provar das tuas poesias. Hoje tive espaço.

Hoje, tuas três linhas me levaram a sentir saudades de um determinado lugar onde já fui mais feliz. Me levaram a renovar lembranças bonitas. Obrigada.

E obrigada por sempre aparecer, quando me ausento. Apesar de andarmos os dois ausentes.

Um beijo de saudades.

P.S.: Estou, sempre que posso, por lá. Apareça você também. Te espero.

Anônimo disse...

Sabia que o pôr-do-sol é meu refúgio?
Você sempre acerta.
E ñão vá se preocupar com meus fatalismos.
è sina. Cabe aenas aceitar.
Um beijão, Jake!

Flor de Lótus disse...

Oi,ALF!A falta de tempo é um problema mesmo,mas é uma fase logo logo passa.
Cuide-se!
Beijoss

:: Mari :: disse...

Meu querido também estou com saudades de você, acho que essa falta de tempo é contagiosa, ando sem tempo também, tá tudo meio atribulado, que o restinho que dá me faltam palavras.
Ando só republicando...

Espero que voltes logo viu?
E que estejas bem.

Um grande beijo

Kamilla Barcelos disse...

Vc conhece outra blogueira de Patos? Quem?
A minha hora preferida: o ponte.

Srtª Elis° disse...

hahaha um xerooo!!!