Errante

14/07/2017

Foto: Davor.
















Sou poesia sem sabê-la
poeta, diz que sou
mas nem me atrevo a ser
pois só sinto [a fala]
por desconhecê-la

entretanto,
humano sou tanto
por buscá-la
e corajosamente
escrevê-la

[mesmo sem saber
defini-la]

Poesia? O que seria?
sou só uma alma fugidia
que nas letras
se alivia

[e por muito tempo
se escondia]


Aspas do Autor: Sou só um corajoso que se arrisca a pegar carona na dimensão das entrelinhas. Sigo apenas o sopro do vento, feito um passageiro nas entrelinhas...

Nenhum comentário: