24 de julho de 2016

Regaço

Foto: Sanya Khomenko













Seu abraço
é meu regaço,
onde descompasso
meus braços

corpos
num só entrelaço,
juntos,
num só compasso

toques de
um amor crasso,
em ti, eu me
transpasso



Aspas do Autor: Do abraço, uma cura, um porto seguro para o amor.

6 comentários:

  1. Oie,
    Adoro quando voce escorre pelos dedos
    o que teu coração sente.
    Delicada e intensa.
    De mando um abraço de alma
    aquele bem apertadinho que aconchega
    todo teu ser.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Amigo,

    Tem tanto tempo que não te leio em versos! Aliás, acho que muito raramente te li assim. E que bom que hoje cheguei e tua poesia me esperava assim.

    Adorei o modo como você fez refletir nas letras todas as sensações de morar um pouco no outro durante um abraço. É lindo.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Uma poesia de inconfundível estilo e forma. Sempre revigorante te ler, meu amigo. Adorei o jogo de palavras e a sonoridade rítmica.

    Alexandre, há tempos estou interessado em adquirir um exemplar do seu livro. Precisamos conversar hahaha Abraços

    ResponderExcluir
  4. Poesia linda Alexandre!
    Tu conseguistes fazer um jogo de palavras espetacular.
    Parabéns!

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Que poesia encantadora, Alexandre!
    Gostei muito do jogo de palavras.

    Beijo

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!