20 de dezembro de 2014

Amortecimento

Foto: Joanna Jankowska



O dia conflui sem certeza, sem cor, sem textura perceptível. O vazio decora a margem da alma e todas as nuances se extirpam sob o véu da iniquidade, abraçado pelo medo dos dias confusos. Tudo se torna leve por conta do esvaziamento que o findar propicia. A vida equaciona em nossos peitos uma infinidade de sonhos engavetados. Desbotam os tingimentos, e liquefazem as virtudes mais concretas.

Falta, sobretudo, a garra, um pleito de coragem que debruce esperança e anseio por melhores encontros e dias mais lindos, momentos de valores inefáveis. A caminhada dos dias obscuros cansam os olhos, padecem o corpo numa incólume condição de paralisia. Falta ajuste em meio a tantos entroncamentos e caminhos sem placas de orientação. Porque a vida não aponta, não deixa evidentes suas maravilhas.

Apenas acontece. E insurge no peito um torpor que amortece a pele, e engrossa a cortina do céu. Escurecem as expectativas, a paisagem vislumbrada pelos olhos, os sonhos cultivados no solo do peito. Faltam abraços cativos em um espetáculo de ausências, de distanciamentos que incide solidão em nossas vidas. Anoitece lá dentro, como um findar que esgota as energias do íntimo, as mais suntuosas dentro do âmago.

Falta a inspiração para completar o significado dos gestos, para rechear as palavras com sentimento e emoção. Às vezes tudo é levado pelos dias incomuns, pelo negror dos acontecimentos. E pairamos solenes diante de um passivo desespero, de uma inconsciente condição de receio. A vida por vezes amortece nossos olhares, a saúde que impulsiona o coração a pulsar, os pés a andarem. E só nos resta aguardar o dia nascer de novo, como em um ciclo ininterrupto de renovação.



Aspas do Autor: Hoje os dias andam amenos, mas muito vazios... À espera de novas inspirações. Quem sabe em 2015...

8 comentários:

  1. Se inspirar não é algo fácil, realmente, Alexandre. Principalmente no mundo em que vivemos, onde o amor é objeto desgastado por tão pouco. Mas desejo a ti novas inspirações, que como diz o André do Lixo Psiquico, você consiga sair dessa "anestesia".
    Como sempre com uma escrita cautelosa, cheia de capricho em seus mínimos detalhes... Ótima semana, querido.

    ResponderExcluir
  2. Oi,Alê! A vida é feita de dores e alegrias e muitas vezes parece que a dor domina as alegrias e parece que tudo fica escuro,mas são fases e como tudo na vida isso há de passar também.Tenha fé e acredite que irão vir milhares de dias de muita cor e luz.
    Feliz 2015 que esse seja um ano repleto de alegrias e prosperidade!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. Ainda bem que o dia sempre nasce de novo, não é meu amigo.

    Esperemos pela aurora, sem perder a poesia da noite.

    Te abraço.

    ResponderExcluir
  4. Que descrição formidável acerca dos dias gris que monotonizam nossa vida. Há momentos em que nada soa alentador, em que a vida perde o sabor. Mas, devemos ser pacientes, nós somos seres circunstanciais, volúveis, passionais... somos noite e dia na mesma medida. Porém, os dias de inspiração prevalecem e valem por mil dias soturnos.

    Abraços Alexandre, tempestivo e excelente texto.

    ResponderExcluir
  5. Sua escrita é maravilhosa! Quanta coisa colocada de em um texto só de uma só vez, e ainda sim tudo caindo como uma luva... Parabéns. Feliz ano-novo.
    xoxo

    ResponderExcluir
  6. Um excelente texto de fim de ano. Eu acho que 2014 já deu, mas provavelmente ao final de 2015 vou estar enjoada dele também. Imagina como seria se ninguém tivesse dividido o tempo em anos? Sem a esperança da renovação, a humanidade seria ainda mais melancólica.
    Muita inspiração nesse novo ano, Alexandre, uma ótima virada!

    ResponderExcluir
  7. A inspiração surge quando menos esperamos, mas brinca de se esconder as vezes. Porém, espero que 2015 seja um ano repleto de coisas boas e de muita inspiração para você. Feliz ano novo. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  8. A inspiração, muita das vezes é encontrada dentro de nós ou nas coisas mais banais.
    Essas emoções que nos acompanham dia após dia. O transbordamento, as dúvidas, dores e amores. Falidos ou não, também são inspiração, se não pra um texto é pra vida.
    Desejo que seu 2015 seja mágico!
    Beijo

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!