20 de julho de 2013

O silêncio no horizonte




Um fim de tarde descansa nossas ausências e num sopro o vento leva embora qualquer desesperança. Viver é antes de tudo a arte de acreditar. Essa dor que desacontece agora inaugura a coragem do próximo minuto e torna possível a espera pelo tempo da delicadeza... 

A transição das nuances aquiesce o coração, desabotoando encantos audazes e infindos, que belos, salpicam-se pelos contornos do dia que teima em se esconder. É essa delicadeza que amortece qualquer dor e enleva o coração com suntuosos sopros de alegria.

O Silêncio dessa estrada que inexiste através do horizonte revela segredos de vidas futuras. O amanhã é o real motivo do hoje, esperar pelo próximo amanhecer faz a noite ganhar sentido. O ciclo da vida passa também pelo ciclo de “nós”, do “eu-ontem-hoje-amanhã”.

É nessa calmaria, nesse ato de transpor a fluidez da vida que a energia se ressarce, aplumando o coração com requintes de amor saudável. É a mudez desse enlace que principia maravilhas e antecede as mudanças de tons, conferindo à alternância das estações um matiz de pureza sem igual.

Em meio ao sossego a poesia adentra, aninha-se e colore os recantos da alma com uma esperança insolúvel, uma crença inquebrantável nas coisas boas. O olhar além alinha o coração. O momento silente retraduz o que se camufla nas entrelinhas do horizonte. A mudez da vida nos transforma, afetando mais do que qualquer palavra.

Há tanta sensibilidade resvalada dentro desse fim de tarde, que é possível sentir a maciez do sol se deitando no colo do infinito. De braços abertos o horizonte acolhe os silêncios que dão sentido a cada sentimento. É assim que a vida prossegue: emudecida.



Aspas do Autor: Belíssimo dueto com meu amigo Wendel Waladares. Excelente escritor que descortina a essência e os encantos do amor em poesias de exímia qualidade. Conheça o site dele: Wendel Waladares.

11 comentários:

  1. Bela parceria meu amigo. Adorei, ficou fantástico nosso dueto.

    Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a parceria, de uma ótima escrita e belos simplesmente em palavras, até mais sucesso para ambos. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Então feliz daquele que contenta-se com o silêncio que a vida oferece e deixa repousar nele o coração.

    Belíssimo dueto, cheio de sentimentos que inspiram o pensamento e a reflexão. Maravilhoso.

    eraoutravezamor.blogspot.com
    semprovas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Então feliz daquele que contenta-se com o silêncio que a vida oferece e deixa repousar nele o coração.

    Belíssimo dueto, cheio de sentimentos que inspiram o pensamento e a reflexão. Maravilhoso.

    eraoutravezamor.blogspot.com
    semprovas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá! Passei aqui para conhecer teu blogue e fiquei encantada com o que li.

    Sou fá do silêncio porque ele dá voz aos meus pensamentos.


    Lindo texto!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Boa parceria, ficou um texto maravilhoso *O*
    bjus

    ResponderExcluir
  7. Saber que a natureza nos dá sua graça é a nossa maior renovação! Inspirador! Sopros de luz!

    ResponderExcluir
  8. Ficou lindo! Também pondera: dois grandes escritores não poderia se esperar menos!
    Alê, quando crescer, quero ter a honra de escrever alguns versos com você!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. E eu sigo acreditando que o amanhã sera sempre melhor que o hoje, e fazendo o possível pra ser.
    Como sempre, lindo poema!

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Parceria lindíssima, as vezes o silêncio é nosso maior presente, feliz quem o contempla. Adorei sua visita no meu cantinho, espero que volte lá mais vezes, tem texto novo! E antes que eu me esqueça, feliz dia do escritor!

    To te esperando, beijos.
    http://venenosemacas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!