17 de março de 2012

O maior de todos os sonhos




A vida não é mais que isso. Um sonho. O maior de todos. O mais palpável e o mais real dentro todos o que imaginamos. Porque nele vivemos e nos doamos, nos tornamos e crescemos. É um sonho em que acontece de tudo, porque assim é com todos os sonhos, um suspiro leve dos nossos desejos, um reflexo aproximado do que tanto acreditamos e do que vive no mais íntimo e secreto de nós. É uma imaginação, uma utopia desenhada pelo nosso querer e escolhas; uma história comandada por nós. Um lugar onde tudo é permitido porque em sonhos tudo pode existir e coexistir; do melhor ao pior; da dor ao amor; do sofrimento e da alegria; das realizações às frustrações; do bem à maldade; da piedade à crueldade; da generosidade ao egoísmo; da indiferença ao interesse; da fé à descrença.

Vivemos num sonho, num embrião da realidade, um dos experimentos mais belos inventados pelos céus. Um sonho real, um grão de vida autêntica, reflexo embaçado daquela que verdadeiramente flui pelo universo ao redor. É uma vida distante da exata vida, mas concomitantemente muito próxima. Ela não é mais que um sopro fugaz da realidade, uma breve aproximação da verdadeira essência divina. É um lugar onde a imperfeição impera, porque é um mundo em construção, com seres frágeis e ascendentes, alunos espirituais de uma indefinível energia cósmica.

Um sonho pelo qual nossa alma um dia ou foi convidada ou ficou tentada a sonhá-la. Com um único propósito: viver, e provar da imperfeição, do limite que a pele humana impõe. Para talvez provar a porção minúscula, mas infinda do Pai, nos guiando, dentro do coração. Ou simplesmente conhecer este universo onde o tempo e o espaço preponderam, onde a possibilidade de crescer do zero é uma realidade, mesmo que breve e não completa. Ou então decidimos triscar esta realidade inferior, porque ela nos permite viver tudo o que nos céus não é possível viver ou sentir, e sequer imaginar como seja, como na alma a sensação se preenche.

Esta vida é um sonho minuciosamente orquestrado e planejado por Deus, reservado aos anjos que queiram adormecer e sentir uma emoção que nunca sentiria nos céus, para que possam do mais alto cair até o mais inferior, e do inferior possam ascender, levando o tempo que for até o mais alto novamente. Mas não é uma ficção, uma história inventada, e sim uma efêmera realidade onde não atuamos, mas vivemos legitimamente, sem sequer termos ciência do que vamos encontrar pela frente.

E assim existimos até o sonho findar, até a alma acordar. Porque o sono é frágil, a qualquer embalo mais forte, o corpo padece e a alma se dispersa, retornando à verdadeira vida, àquela nos céus, à que suporta nossa essência espiritual. Morrer não é mais que acordar de um sono profundo, de um sonho, dos mais bonitos imaginados por Deus. Morrer é acordar, não mais que entrar por uma porta aberta ou dar um passo à frente de volta à vida, para dar continuidade no crescimento da alma, para que possamos realmente viver, crescer e prosperar até a condição de perfeição.

É por isso que antes de acordar deste sonho precisamos vivê-lo na plenitude, e buscar o que não vamos encontrar depois, na perseverança de sentir o que talvez não mais iremos experimentar; de realizar o que anjos não podem alcançar, nem em sua alma vibrar. É preciso entender o privilégio de aqui viver. Porque esta experiência é única e singular, o maior de todos os sonhos, que por permissão dos céus, conseguimos realizar, para sentir na pele todas as adversidades da limitação e da imperfeição; da necessidade em crescermos; da capacidade de saborearmos da dor cutucando a pele; do amor a enlaçar o coração; da solidão a preencher o âmago ou mesmo da felicidade e o encanto a nos abraçar em tons de doçura e com novas sensações.

Na verdade não importa bem o que seja. Basta que sintamos e experimentemos. O propósito é apenas isso: viver. E conhecer, dentre todas as maneiras existentes nesta condição, um pouco da dimensão do verdadeiro Amor. O Amor que nos permite sonhar em viver e nos ensina a viver mais por sonhar. Até um dia acordar. Até em algum momento, do sono, nossa alma despertar e consigo levar as coisas mais preciosas advindas das vivências desta experiência única e tão especial: as lembranças, os aprendizados, as diferentes sensações e emoções.




Aspas do Autor: Não sei bem dizer o que senti, nem qual foi a sensação, mas me senti conduzido por uma emoção sem tamanho ao escrever este texto... No mais, ainda ando distante, com coração pensativo, um pouco à parte de tudo o que me cerca e com o sentir à flor da pele... Os dias andam estranhos... Sensações fluem... intuição se desenha...

11 comentários:

  1. Oi Alexandre,

    Magnífico e reflexivo texto!
    É demais escrever, assim, com essa certeza de pensamento.
    A vida é, sempre, um diamante, mas necessita de lapidação, de vez em quando.

    Bom Domingo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Um sonho que as vezes, deixamos de 'sonhar', sentir e fazer valer a pena,

    ResponderExcluir
  3. Os sonhos são maravilhosos, porque com eles poderemos todos os dias reiventar o mundo, fazê-lo do jeito que bem entendermos. Gosto de sonhar, gosto de sentir as emoções fluerem lentamente no profundo do meu coração.


    Abraço!


    Uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  4. Que bela escrita, adorei de verdade, me fez refletir.

    A vida é um lindo sonho e um dia acordaremos, por isso temos que viver de alegria, de amor, para que o sonho tenha valido a pena.

    Beijos, amoooooo seus textos.

    ResponderExcluir
  5. A vida é feita de sonhos, concordo com você.
    São eles que nos levam a viver intensamente, em busca de realização, de ser feliz...

    Como sempre Alexandre, seus textos são cheios de inspiração, emoção, e faz a gente sonhar também. Adoro!

    Bjo querido.

    ResponderExcluir
  6. Mais um belo texto..
    Os sonhos nos impulsiona para os caminhos da vida.

    Meu amigo virtual, Você não sabe...
    Meu amigo é carinhoso e é diferente...
    Ele não olha nos meus olhos,
    Ele vê meu coração...
    Meu amigo que le alma é diferente...
    Ele não percebe as minhas lágrimas
    Percebe o momento de me confortar
    Meu amigo é simplesmete meu amigo..
    Ele não sorri, ele me faz sorrir...
    Mas fico feliz quando você vem...
    Olho para você, na expectativa de um sorriso...
    Te espero assim como o sol, espera pelo amanhecer...

    Certo que virá!
    Não me importa se vens através de telas...
    O que importa, é que venhas..
    Não sei por que te escolhi como amigo...mas Deus sabe!
    Suas palavras são firmes...
    Você consegue me fazer acreditar…

    Talvez você não saiba, mas quando me falas...
    Quando brinca comigo...
    Quando me escutas...
    Exerce a nobre tarefa de um amigo REAL.
    Esses são sonhos que eu quero guardar.

    Te adoro tambem viu?
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Sonhar é a melhor coisa que existe, tudo bem, a segunda melhor coisa que existe, já que sonho realizado é a melhor coisa. Gosto de voar, criar muitos mundo, reiventar minha vida, mas gosto de senti-la de verdade, tenho sede disso. Sonhos nos ajudam a desejar mais, a querer com mais vontade.

    Amo tanto seus textos, Ale.
    Beijos,
    Monique <3
    http://www.secretsofalittlegirl.com/

    ResponderExcluir
  8. A vida como nosso maior sonho: como não tinha pensado nisso antes?

    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Eu acho seus textos espetaculares, mano. Você tem um dom incrível. Eu já disse isso, né? HEHE'
    Eu preciso dizer que fico sempre muito feliz com as suas visitas. Seus comentários me motivam.
    Você tem Facebook, MSN ou algo assim?
    Abração.

    ResponderExcluir
  10. Me fez tão bem ler este texto, houveram fragmentos, que me fizeram lembrar de "coisas" e mudar ações em que tomei.

    Beijo.
    Pam (:

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!