21 de agosto de 2010

Instantes




Não há instante em que eu não ame!


Há um instante em que paro pra pensar. Penso em mim, e em tudo o que pode me inspirar e me fazer forte. Penso no que vivi; no que sinto; e no que posso alcançar. Mesmo que tudo me pareça derrubar, sempre haverá esse instante em que eu consiga sentir uma força maior capaz de me reerguer. E assim percorro os corredores do meu tempo, visitando os cômodos da minha vida. Não é mais que um momento fugaz, ou um mero ritual que me faz ficar uno com o coração. Eu desperto pra mim! É o instante em que atrelo meus desejos à minha ânsia. O momento em que eu faço um balanço dos acontecimentos. Minha busca se revitaliza! É como resgatar aquela esperança e aquela pureza residente na ternura infante de acreditar.

Há um instante em que sento para admirar. E perscruto sem animosidade o leve farfalhar das árvores, o breve rasante dos pássaros voando e o terno encanto do céu noturno. Há sempre esse instante em que eu consigo unificar a minha existência ao que me cerca. É muito mais que uma maneira de admirar os elementos que tornam a vida bela, mas uma forma de fortalecer o pacto que eu tenho comigo de dar valor a detalhes tão transcendentais. As sensações se perpetuam de forma branda pelo jardim do meu coração. Pousam como se fossem plumas arrastadas pelo sopro do destino. Trazem consigo, não apenas o seu afeto delicado, mas também as vivências e aprendizados adquiridos ao longo da viagem.

Há um instante em que as emoções se descontrolam. Mas esses momentos surgem para evidenciar o quanto sou humano. Não há dia em que não sinta dor, assim como não há dor que não seja curada. Sempre há dias em que a tristeza me consome, porque evidentemente preciso extrair o sentimento. Reprimir pode ser pior. No momento em que dou consentimento para o meu sentimento extravasar, eu permito oportunidades para minha alma crescer. É sempre o instante em que minha fé supera qualquer vontade louca. Nesse momento sei que sou alguém forte. Por mais que eu caia, sempre existirão inspirações para sobrepujar essa sensação de desistência. Não busco ser menos humano! Nesses instantes busco sentir o máximo que posso, para me sentir leve depois. Só assim fico mais livre para então para viver com mais plenitude.

Há instantes em que o meu coração pulsa mais alto. É nessa horinha em que os meus olhos soltam fagulhas de amabilidade. É sempre quando sinto o conforto por perto, o afeto apaziguador do amor, e do ar que respiro. O momento em que a luz dilui seu manso calor sobre a alma, é quando sinto avivar a sintonia entre o corpo e a alma. É um instante em que eu fujo de mim, como se no momento eu estivesse a flutuar, sustentado por carpetes invisíveis de emoções brandas e encantadoras. Não há comoção parecida com essa harmonia afável que se instala por todos os milímetros do meu espírito. Essa sensação possibilita-me sentir uma força maior me orientando, uma energia capaz de conferir sustento e cuidado.

Não há instante em que o amor não se faça presente. Algo pequenino, porém imenso; brando, mas intenso. Não há algo tão mágico quanto o de amar! É muito provavelmente a força que mais completa a minha vida. Está inserida como o meu mais terno e principal desejo, do qual surgem todos os outros sonhos e anseios. O amor é presente em todos os meus momentos. É a essência que permite tornar cada ocasião num acontecimento marcante. Não há instante sem ele! O amor comanda as sensações; é o que torna tudo mágico; o que colore as paisagens; o que embeleza meus pensamentos e o que conceitua meus valores e princípios em viver. Em todos os instantes o amor está para me orientar, para solidificar meu caráter, equilibrar minhas emoções e me levantar das quedas.

Há instantes em que eu sento para sonhar. E aí deixo a minha imaginação fluir porque sonhar torna a minha vida palpável. E no impacto doce de amar, meu maior instante é aquele em que posso fechar meus olhos e enxergar tudo o que me faz feliz e o que dá razão à minha vida. E isso não tem preço!

 
 
 
 
Aspas do Autor: A minha vida é feita de pequenos momentos marcantes. Dessa imensa quantidade de sensações eu solidifico a minha alma e construo importantes alicerces. Meu afeto à todos.

26 comentários:

  1. Primeira vez que venho aqui, e juro que este texto seu me deixou sem palavras!
    Realmente a vida é feita de instantes e cabe a nós aproveita-los!
    Muito lindo o texto, tu escreves super bem, parabéns!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. ola ALE!
    Ser feliz é uma busca constante,
    de todo ser caminhante.
    Por vezes, sentimos fraquejar,
    o desânimo vem nos alcançar.
    Mas, levante a cabeça, não olhe para o chão,
    é do céu que vem a sua salvação.”
    Sofremos, porque não queremos nada simples,
    nem simplesmente viver,
    em simplesmente amar.
    Temos medo de nos entregarmos
    definitivamente ao amor,
    medo de sofrer uma dor maior,
    por isso, sofremos,
    até pelo que não sabemos.

    E hoje,
    sabendo que o sofrer é uma antecipação da dor que nem sempre viveremos,
    vou procurar conquistar aquilo que realmente me cabe,
    e se a dor me visitar, vai me encontrar mais forte,
    porque tenho a exata medida de tudo o que já passei,
    e sou o fruto maduro dessa árvore chamada, vida.BOM FINAL DE SEMANA
    ABRAÇO
    PARTE DE ALGUNS TEXTO DE Paulo Roberto Gaefk

    ResponderExcluir
  3. Olá,meu Caro ALF!Tenho sentido sua falta no meu blog antigo e vc ainda nem passou para conhecer meu blog novo no uqal falo de tudo um pouco.
    Viver cada instante com amor, curtindo cada cor, cada sabor que a vida tem isso sim é sabedoria...
    Parabéns pelo belíssimo texto.
    Uma ótima semana!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  4. Lindo demais seu texto.
    Aprendi também a viver com amor e descobri que não tem preço. Muitas vezes precisei cair pra aprender a levantar, mas o amor estava sempre la.
    Amor é o sol que não cobra por seus raios. É o ar que preenche todos os recipientes por dentro e por fora. É o oceano que aceita todos os tipos de rios sem questionar suas origens. É a árvore que não se vangloria ao dar sombra e abrigo e curva-se para oferecer seus frutos. É a água do mar que dissolve as rochas da arrogância inflexível. É a água doce do rio que mata a sede de todos que vêm na sua praia. É o chamado do sábio que ama o que sabe e sabe o que ama.

    Você escreve com uma suavidade incrível.

    Beijos meus

    ResponderExcluir
  5. Amar o mundo à nossa volta é nos deixar fazer parte desse, sentir a energia do amor passar por nós e seguir seu caminho... Muito lindo isso que você descreveu. Parece muito com o que eu penso ser plenitude e paz. :)

    ResponderExcluir
  6. O amor é tudo que temos, ou talvez o mais precioso que existe. Lindo demais esse texto! Pare de me encantar a cada post, ok? Isso não vale ):

    Alê, amor, saudades.
    É sempre bom ler suas palavras no meu blog, sempre digo isso e nunca vou parar de repetir. Obrigada pelo carinho, sempre viu? Esse post era pra ser encontro de uma fã, no caso eu, com o seu ídolo no camarim, o Dougie, mas eu resolvi mudar a história no meio. KKKKKK Sempre que escrevo algo com o Dougie no meio fica bonitinho *-*

    E aceitei você no orkut, estou feliz que somos amigos no orkut -q
    Beijinhos, adoro muito <3

    ResponderExcluir
  7. Ah amigo...

    Tuas palavras são tão bonitas, são tantos sentimentos...

    Me emociono cada vez q passo por aqui...

    Vc descreve cada centímento do amor!!!

    Um beijo e boa semana

    ResponderExcluir
  8. A biblia diz que sem amor nada somos, e não poderia estar mais certo. O amor nos cerca em todos os momentos, mas nem todos conseguem perceber. Que bom que você é capaz de sentir. Que bom que você tem tido sabedoria de observar a vida de um ponto de vista mais sábio. Entender que nós não podemos controlar as circuntancias, mas podemos controlar como as vivemos, é primordial e você tem sido capaz. PARABÉNS! Continue escrevendo... Amando... Vivendo.

    ResponderExcluir
  9. Há muito tempo eu não tiro alguns poucos instantes para pensar em mim, para rever significados, valores, sentimentos. Mas confesso que, alguns instantes que passo aqui, posso dizer que me sinto plena.
    Obrigada por me proporcionar leituras tão deliciosas e tão chamativas, pois nunca canso de vir aqui.
    Eu precisava ler isso hoje. Preciso rever o que realmente importa pra mim, e não para os outros.

    Um beijo, meu querido.

    ResponderExcluir
  10. São os pequenos instantes que nos marca e nos leva a viver nas alturas..
    Bela postagem!
    Abraço, meu amigo!

    ResponderExcluir
  11. Obrigada pela visita em blog, te espero mais vezes ta?

    Gostei muito daqui suas palavras expressam sentimentos com clareza e sensibilidade.
    Gosto disso!

    Um beejo e boa semana.

    Estou seguindo-te.

    ResponderExcluir
  12. Alê, o amor te guia por esse mundo afora! Você é todo sentimento, amigo! E é por isso que todos os pequenos momentos, tornam-se tão intensos...

    Ah, quanto ao assunto da paternidade, tenho certeza que você será um grande pai, meu amigo!


    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  13. Olá,meu caro Alf!Muito obrigada pela visita no meu novo blog, obrigada pelo carinho de sempre!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  14. Oiiiiiii Alexandre :)
    Obrigada pelas visitas e pelo carinho.
    Não preciso dizer que gostei desse texto, pois sabe que gosto de todos.
    E é disso que vivemos... De pequenos instantes, grandes momentos, assim, intensos, que nos fazem forte, melhores, diferentes. Tem momentos que a gente compartilha e tem aqueles que são somente nossos. Mas enfim, todos são importantes.
    Obrigada mais uma vez.
    Beijinhos.
    Se cuida. *-*

    ResponderExcluir
  15. "pq sonhar torna a vida mais palpável..."

    o q seria de nós sem os sonhos??

    Beeijos

    ResponderExcluir
  16. Ola, Alexandre.
    Obrigada pela sua visita e comentário no meu blog.Obrigada pelo "Doce", gostei mt.
    Lindo teu texto, suas palavras mt bem sentidas e elaboradas.
    Pra mim tb não existe instante q não há amor, por mais q eu não esteja mt de bem com esse sentimento.

    @vanimonique
    :*

    ResponderExcluir
  17. A vida é feita de pequenos momentos, mas que se tornam de grande importância, as coisas mais simples são as que mais valem, um sorriso, um abraço, o amor.

    Vivemos nessa busca interior de nós mesmos e em diversos instantes nos conectamos com nosso ser e com as coisas ao redor, devemos ter sempre a sensibilidade para deixar isso acontecer.

    Grande abraço e bom resto de semana pra ti também.

    PS: Ando meio sumido ultimamente, mas sempre que possível passarei por aqui.

    ResponderExcluir
  18. "Não há instante em que o amor não se faça presente."

    Me identifiquei demais com o texto Alexandre! Você escreve bem demais!

    ResponderExcluir
  19. Vc disse tudo, pensamentos sonhos e querer em um belo texto.

    Beijo meu

    ResponderExcluir
  20. Querido tem um selo para ti lá no meu blog tá,
    é só pegar.

    bjs anjo,
    T.S

    ResponderExcluir
  21. ''Não há instante que eu não ame!".
    Só essa frase valeu pelo meu dia inteiro. Indiscutivelmente, um texto belissimo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. é disso que somos todos feitos, de instantes.

    :*

    ResponderExcluir
  23. Como tenho saudades dos instantes onde eu era mais completa...
    Mas, eles se foram.. e só ficou a saudades dos meus pedaços deixados na perfeição dele...

    Beijos meu querido

    ResponderExcluir
  24. Que texto maravilhoso, Alê! Sinto saudades desses instantes, eu nunca soube usufruir deles com essa sua sabedoria. Continue sonhando e... nos encantando!

    Te adoro! Beijos!

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!