17 de julho de 2010

Doce




Você está vendo?
Há centenas de brilhos pulsando
Você consegue ouvir?
Há uma infinidade de sons ecoando

Não é impossível notar
Vê, e sinta o que estás a te cercar
Não é uma ilusão, tampouco utopia
É mais que essência, é harmonia

Olhe bem, o que te toca?
Creias que é uma infinda doçura
Daquelas que te dão uma imensidão
Do amor presente no coração

Perceba essa luz tocando na alma
Essa essência brindando por ti
Que repousa no seu colo com ternura
Como um afeto que nunca vai partir

É uma sensação que liberta
Transpõe dor para amor
É doce como mel
Cativo no ar e manso no céu






Aspas do Autor: É tão simples quando queremos de verdade sentir as coisas mais essencias. Elas estão mais pertos do que imaginamos. Mas muitos esquecem disso e não conseguem sentir essa doçura. Pare um minuto e perceba. É doce. Meu afeto à todos. E desculpe o sumiço. Minha rotina está louca (risos).

17 comentários:

  1. ;/
    Não tô ouvindo Alexandre!

    Será que vou poder transpor dor pra amor de novo?


    Adoro-te!
    Adorei os comentários como sempre!
    Mas, adoro "o morro dos ventos uivantes"


    bjos

    ResponderExcluir
  2. como sempre suas poesias também reflete a essência das coisas....

    ResponderExcluir
  3. Que poesia doce, leve e silenciosa.
    Mas é um silêncio que dá pra ouvir, também. Gostei muito!
    Beijos e boa semana! :D

    ResponderExcluir
  4. Ownn Alexandre, eu ouço e é doce por aqui também.
    Não sei por quanto tempo, mas por enquanto está me fazendo bem :)

    Linda poesia, sempre.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. Meus parabéns,meu velho!Linda poesia... Quão doce seria as coisas, se todos tivessem o desejo e a vontade de pode ouvir e sentir o que cada sentimento é capaz de expressar num simples toque que damos a eles..
    Sucesso!Quando estará disponível nas melhores lojas do Brasil o teu livro? Espero que não demore muito,viu!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. É difícil mesmo prestar atenção e valorizar coisas simples, mas essenciais.

    E você, sabe bem o fazer. Só pela simplicidade de sua poesia, que é tão encantadora, dá pra perceber.

    Muito obrigada pela visita e pelas palavras, sempre doces.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. A vida é mesmo doce pra quem sabe sentir as pequenas coisas, cores e brilhos.
    Linda poesia!

    É eu gosto de RPG, às vezes fico viciada mas não sou muito boa, acho :)

    ResponderExcluir
  8. Doce e tão simples. Se eu parasse para perceber mais, eu ouviria cada vez mais e sentiria muito mais. Mas dou brecha para outras coisas e sempre as mais difíceis. Vou repensar sobre esse seu texto e tentar melhorar, sempre mais :)

    Palavras lindas, como sempre.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Já diz uma musica que amigo é coisa para se guardar do lado
    esquerdo do peito e é dessa maneira que eu procuro fazer com a amizade
    que tenho para com vocês meus amigos.

    Nós temos uma amizade e isso vale muito para mim...
    Sei que tanto eu quanto vocês podemos contar com visitinhas comentarios em meu blog

    Para nós que somos amigos blogueiros, a todo esse dia a ser comemorado,
    a ser agradecido, a ser valorizado...
    Por tudo que temos escrito e lido,pois quando postamos algo sempre falamos um pouco de nos mesmo, o meu muito obrigada acrescentando que eu aprendo bastante com vocês ,lendo o blog de cada um ,com lindas mensagens, obrigada aqueles que me seguem e que me visitam.
    Muito obrigada pelo carinho, conte comigo meus amigos...
    Esse dia é todo dedicado a vocês!!!

    ResponderExcluir
  10. ah, Alê, eu acho que eu devo ter algum bloqueio ou algo parecido, não consigo perceber essa demonstrações de afeto ou carinho. Sou muito fechada pras pessoas, mesmo sabendo que eu não devia ser assim.

    Preciso, urgentemente descobrir, como transpor dor para o amor.
    Preciso dessa tal sensação.

    Muito belo esse poema.
    Beijão, amigo.
    Gosto muito de você.

    ResponderExcluir
  11. Alê, querido!

    Primeiro quero agradecer suas palavras lindíssimas a respeito da minha gravidez! Fiquei muito feliz e fico feliz por poder compartilhar isso tudo com amigos tão especiais quanto você!

    Hoje senti o bebê se mexer pela 1ª vez? Imagina como estou toda boba? hahaha É maravilhoso! Você vai amar isso tudo quando chegar o seu momento de ser pai! :)

    Obrigada mesmo!

    E sobre as coisas essenciais, acredito que poucas pessoas conseguem senti-las. Há de se abandonar a superficialidade para perceber que "o essencial é invisível aos olhos"! E é tão bom perceber e viver essas pequenas grandes coisas!

    Beijos vários!

    ResponderExcluir
  12. Eu vejo, eu ouço, eu sinto... queria que todos pudessem fazer isso também...

    Lindo poema, não sei como nunca passei por aqui antes.

    Abraços e apareço sempre que possível.

    ResponderExcluir
  13. Nossa, é impressionante seu talento!
    Amei, de coração!
    Beeeijo

    ResponderExcluir
  14. Ah...
    saudade de tanta beleza e simplicidade!

    um dos meus cantinhos favoritos ^^

    Bjkas!

    ResponderExcluir
  15. Olá, meu caro ALF! As coisas mais belas da vida são com certeza as mais simples e essenciais.Tem coisa melhor do que cheiro de terra molhada, banho de mar, brincar com criança de roda, são cosias simples e maravilhosas.
    O ser humano é exigente demais e complica tudo.
    Cuide-se!
    Ah montei um novo blog onde falarei dos mais diversos assuntos.
    http://jornalistanofuturo.blogspot.com/
    Beijosss

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!