2 de março de 2013

Da poesia




Há uma poesia escondida aqui dentro de mim
Pronta pra dizer o que sente por ti
Mas ela é tímida, não é tão atrevida
A ponto de rimar o grande prazer
em te amar...

Há uma poesia que ilumina o meu peito
Querendo que sua luz não seja mais segredo
Mas ela é acanhada, não é tão ousada
A ponto de iluminar o mundo
com a vontade de te amar...

Há uma poesia que tinge a minha alma
Com o anseio de te ter com calma
Mas ela tem rubor, não tem tanto fervor
Para pintar todo o céu
Com o pigmento do amor...

Há uma poesia que pra sempre há de te amar
Pois ela é uma chama impossível de se apagar...



Aspas do Autor: É esta poesia que me domina e enternece o meu coração. É ela que me embriaga com a essência do amor. Só Ela...

14 comentários:

  1. As vezes o amor no enche de coragem não é? Mas as vezes, quando não sabemos realmente se é correspondido, e se o que a outra pessoa é tão intenso quanto o nosso sentimento, ficamos assim, tímidos, incertos, acanhados.

    Lindo poema Alexandre, e muito obrigada pelos seus comentários eles são sempre muito motivadores, pois sinto verdade em suas palavras.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Ah poesias, admiro quem consegue escreve-las!
    Tem que ter uma sensibilidade sem tamanho!
    E poesia com amor tem tudo a ver.
    O amor é poesia.
    Deixe esse amor dentro se transformar em poesia sempre!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi coração, tudo bem?
    Então, hoje eu vim deixar um comentário diferente.
    Fiz um post especial no Love in red, e, desta vez é como um convite aos leitores (a).
    Acesse: http://pamellaferracini.blogspot.com.br/2012/03/aniversario-do-love-in-red-2-anos.html

    Conto com sua presença!
    Um beijo, Pâm

    ResponderExcluir
  4. Tudo que embala com a essência do amor é pra sempre.
    tatua a alma.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Às vezes eu tenho a impressão de que Ela é uma mulher de sorte e nem percebe.
    Gostei dos pigmentos do amor. Que vão muito além dos tons de cinza, né?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. A poesia acalma a alma, e as tuas nos deixa com o coração leve. Lindo, perfeito! E o amor é lindo de toda forma, em versos ou não, e você conhece ele de tal maneira que escreve tudo de uma maneira tão unica.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Excelente, Alexandre...muito bonito e corajoso o seu texto...ótimas palavras que se identificam com muitas pessoas...gostei!

    []s

    ResponderExcluir
  8. Que poesia linda! Fico realmente encantada com quem sabe colocar os sentimentos pra fora em poesia, e de uma forma tão leve e clara como você fez!
    Gostei muito daqui.
    Uma otima semana
    Beijos, b.

    ResponderExcluir
  9. Obrigada pelo comentário Alexandre! Realmente gostei muito de saber da tua opinião, e com certeza, estás completamente autorizado a visitar o Diários da Madrugada mais vezes..e eu com certeza voltarei aqui sempre que puder.
    Beijos, b.

    ResponderExcluir
  10. Mas se ela conhecesse essa poesia ''tímida, e não atrevida'' certamente conseguiria despertar toda a ousadia e fervor a ponto da alma ficar visível através de quem a escreve. Mas isso é um dilema que aprendemos a conviver: o de se esconder.

    Abraço, Alexandre =D

    ResponderExcluir
  11. Aaaaah, acho lindo quem escreve com rima. Parabéns pelo dom, não é todo mundo que consegue! E o amor... ah, o amor. Um sentimento que parece tão pequenininho lá no fundo coração, mas que é maior que o mundo inteiro quando avistam aquele olhar. :]

    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Alexandre!

    Atrasada, mas cheguei!!!!!!

    Tudo bem, com você?

    O dia só tem 24h, e eu, por vezes, precisava que ele tivesse mais meia dúzia.

    Li sua poesia, com atenção e coração, e não me parece assim tão tímida, como você escreve lá.

    Todas as formas de amor têm valor, desde que sejam verdadeiras, e o que você exprime aqui, é verdade, é amor.

    A poesia, é um gênero literário, que permite explanar todo e qualquer sentimento, de forma lírica, bonita e aprazível.

    Tenha um bom domingo e uma excelente semana, com poesia e amor.

    Beijos da Luz, com estima e apreço.

    ResponderExcluir
  13. Está ai um caso muito comum de amor que você não tem certeza se a outra pessoa sente o mesmo e fica acanhado. Tanta coragem que esse sentimento nos dá e ao mesmo tempo nos esconde de encarar o que quer que seja a resposta do outro. Mas, mesmo assim, não nos impede de sentir.

    Achei lindo! Você podia postar mais delas, Ale. *-*

    Beijos,
    Monique <3
    http://www.secretsofalittlegirl.com/

    ResponderExcluir
  14. Lindo poema, como todo o blog, com cada palavra.

    Abraço.

    ResponderExcluir

O compartilhar de emoções nos ensina bastante coisa. As palavras, aquelas extraídas do coração são regalos plenos de um real sentimento. E isto encanta. A forma verdadeira de se entregar nas ideias e a intensa maneira de expressar o sentir lá de dentro, é uma arte de profunda beleza. Desperte o seu sentimento aqui, e não hesite em demonstrar o que pensas, o que achas, o que sentes e o que amas. Sinta a leitura e me encontre nas palavras. Opine e eu te encontrarei. Esta troca é o que nos ajuda a conhecermos e aprender melhor, sobre a vida, sobre o ser humano e sobre as diferenças. Eu serei profundamente grato. Obrigado!